Share Button

Com wireless apenas em determinadas salas de reuniões, os usuários sentiam falta de mobilidade e o time da TI, de gestão qualificada dos acessos. Fatores que geravam problemas no fluxo de trabalho na rede corporativa.

Uma grande rede de farmácias, com mais de 2000 lojas presentes em 23 estados do país, possuía alguns problemas na sua rede corporativa: falta de mobilidade para os usuários, que desejavam conectar seus dispositivos com segurança, ao mesmo tempo em que a gestão de usuários móveis também necessitava de respaldo para identificar o tipo e a qualidade do acesso feito a rede. Tudo isso com a garantia de manter os dados protegidos. Porém, a empresa só possuía wireless em uma determinada sala de reuniões de seu prédio matriz e o restante ainda utilizava conexão a cabo. 

Com o maior uso de notebooks e smartphones, especialmente no atual modelo de trabalho híbrido, a empresa observou a necessidade de ampliar essa conexão. Nesse cenário, era necessário primeiro avaliar as condições da infraestrutura da rede corporativa e traçar a melhor rota entre a conectividade da empresa e a flexibilidade de uso das tecnologias sem fio. Identificou-se que as principais necessidades, além de melhorar a área de cobertura da rede Wi-Fi, referiam-se a atender a nova demanda de devices mobile e prover segurança para essa rede sem fio. Sempre se pautando na adição de inteligência ao gerenciamento dos acessos, a fim de proporcionar alta capacidade de identificação e mitigação de problemas na rede. 

Solução: DNA Center

Para solucionar o desejo por mobilidade, o projeto assinado pela Vita IT forneceu desde uma minuciosa consultoria, observando as necessidades e melhores ferramentas até a solução Cisco DNA Center. 

Durante o processo, o trabalho da Vita IT começou com uma ampla consultoria, para primeiro observar ponto a ponto as necessidades, até chegar às melhores soluções para cada uma. Nessa etapa, mapeou-se a distribuição dos equipamentos por localidade, as então condições da infraestrutura de rede corporativa, a relação de equipamentos, as áreas de cobertura e quem eram os usuários mobile da empresa, bem como, o comportamento de usabilidade de cada um. 

Após essa fase, o projeto criado entendeu exatamente a forma que a nova rede Wi-Fi deveria ter, considerando as peculiaridades do modelo híbrido de trabalho, e preocupando-se em atender tanto os usuários corporativos, como também os convidados.

No passo seguinte, conforme se considerava a implantação da infraestrutura da rede corporativa sem fio, os possíveis riscos da mudança também foram observados. Principalmente no que diz respeito à segurança, para proteger os dados corporativos e confidenciais. A solução foi preparar o ambiente para alta densidade de devices, com a inclusão de um novo conceito de visibilidade de rede, a fim de obter um gerenciamento otimizado e integrado à segurança.

A autenticação dos usuários implantada foi realizada  por meio da ferramenta de segurança Cisco ISE, aliada a plataforma de gerenciamento do Cisco DNA Center. Juntas elas agirão baseadas em padrões e durante todo o ciclo de vida dos dispositivos de rede. O objetivo era oferecer uma maior visibilidade da conexão, junto de recursos aprimorados de gestão e resolução de problemas. Tal implementação abre um modelo completamente novo para a empresa na configuração, operação e monitoramento de usabilidade por meio de sua automação. 

Principais KPIs de resultado

Tudo isso ajudou a reduzir o tempo de identificação de problemas, e proveu uma conexão mais satisfatória para a empresa, seus funcionários e eventuais convidados, sempre com proteção na segurança dos dados.

Ao fim, a empresa em questão ampliou a cobertura Wi-Fi de sua rede corporativa com alta capacidade, latência reduzida, eficiência energética e maior cobertura de IoT. Unindo ainda mobilidade para os usuários, segurança na conexão e gestão qualificada, já que, com a maior atenção à segurança, o time de TI hoje consegue visualizar o Wi-Fi como um todo, a relação de pessoas conectadas e o padrão de comportamento no uso. 

Tudo isso ajudou a reduzir o tempo de identificação de problemas e proveu uma conexão mais satisfatória para a empresa, seus funcionários e eventuais convidados. Afinal, adicionar inteligência ao gerenciamento, proporciona insights em tempo real, que otimizam e aumentam não só a eficiência da rede, como todos os processos da empresa e de seus usuários. 
Vale lembrar que a Vita IT possui o maior nível de parceria com a Cisco, empresa líder no mercado de tecnologia da informação, o que assegura o uso de processos que obedecem às melhores práticas do mercado e profissionais qualificados para atender as demandas dos clientes. Quer saber mais sobre outros modos de usar sua rede para sua organização ser mais resiliente? Veja o relatório de tendências globais de rede para 2021, acesse aqui.

Recommended Posts

Deixe seu comentário