Share Button

O conceito de IOT ainda é novo e pode deixar as pessoas confusas, principalmente ao tentar inseri-lo em suas empresas. Mas afinal, o que é IOT? Esse termo é a sigla de “internet of thing” que significa “internet das coisas”, em tradução livre.

Ou seja, qualquer instrumento que possa ser conectado à internet é considerado um IOT e, portanto, pode ser usado para invasões e roubo de dados. Câmeras de segurança, computadores, impressoras e até máquinas industriais estão suscetíveis a invasões (e consequentemente, precisam de proteção).

Leia mais: O que é a Internet das Coisas?

A sua empresa está preparada para o IOT?

A transição do mundo offline para o digital é uma realidade sem volta. Com isso, os IOT’s estarão cada vez mais presentes no cotidiano do mundo corporativo.

Por conta disso, é preciso estar atento para saber se a sua empresa está realmente preparada para os produtos com internet das coisas. 

A implementação de câmeras de segurança são ações importantes, mas protegê-las de possíveis invasões é fundamental. Isso porque uma simples câmera “infectada” pode ter acesso a dados confidenciais, sendo este um exemplo prático sobre como é fundamental garantir a segurança digital.

Pensando em um caso industrial, quando a indústria em questão coloca um aparelho para monitorar e manter a temperatura em um dos processos, esse equipamento é um IOT.

Portanto, não se trata apenas de instalar um equipamento que é conectado com a internet, mas também incluir todo um sistema que proteja o ambiente.

Etapas de proteção para um IOT

Primeiro, é importante saber que o processo para ter essa segurança digital dos IOT’s não é um produto (como um antivírus para computadores, que você pode comprar a qualquer momento), mas sim, um projeto, que precisa ser elaborado de acordo com as preocupações da empresa e, de preferência, ser tocado por profissionais de T.I e de segurança da informação.

Primeiramente, precisamos identificar os dispositivos IOT’s que precisam de proteção e implementar mecanismos para a proteção dos dispositivos e das redes. Algumas funcionalidades ajudam na implementação da segurança, como a segmentação das redes: uma para as Internet das Coisas e outra para os servidores. Assim, em caso de invasão a um dispositivo IOT, os servidores não são comprometidos.

Soluções Cisco para IOT

A tecnologia Cisco também está presente para garantir mais segurança digital às empresas com os IOT’s.

Entre algumas das soluções Cisco para a proteção das redes, estão:

  • Cyber Vision: permite que as organizações tenham continuidade, resiliência e segurança de suas operações industriais, fornecendo visibilidade contínua de suas redes de controle industrial e gerenciando os riscos de ataques cibernéticos;
  • ISE: Funciona como uma ferramenta de identificação (pessoa ou IOT) e autenticação (autoriza, ou não, o user a acessar a rede) das redes; O Cisco ISE simplifica e automatiza a identificação e segregação dos dispositivos IoT;
  • DNA Center: Fornece uma rede Zero Trust com objetivo de identificar, autorizar e classificar novos endpoints e usuários. Faz com que políticas baseadas em grupo acompanhem usuários e endpoints; e
  • StealthWatch: Identifica comportamentos anormais ou atípicos na rede por consequência dos dispositivos IOT. Exemplo: uma impressora recebe muito mais informações do que envia aos servidores. Quando esses IOT’s fazem uma movimentação contrária, o sistema identifica esse comportamento e os isola, evitando que o servidor seja contaminado.

Chame a Vita IT!

A Vita IT faz os trabalhos de rede e de segurança dos IOT’s! Conte com os especialistas em conectividade e a gama de serviços. Em nossas consultorias, elaboramos o levantamento da cobertura wireless preditivo ou ativo/presencial, mapas de calor, interferências RF e uma revisão completa do seu ambiente. Entre em contato conosco!

Recommended Posts

Deixe seu comentário